Grandes revelações de Zhong Biao


Zhong Biao
O hall de entrada da igreja de Chiesa Santa Maria della Visitazione está revestido nos dois lados com pinturas gigantes entituladas Revelations (Revelações). Trinta e três quadros vazios estão incorporados às pinturas. Mais de 60 pinturas estão suspensas pelo teto, caindo feito confetes do universo acima congelados no tempo e espaço. Um vídeo em timelapse das 24 horas do céu do Tibete é projetado no domo.
 
Os afrescos abobadados da igreja e as pinturas a óleo nas câmaras formam um diálogo com essa nova mídia, apresentando fragmentos da vida na China contemporânea. Essa é a visão artística de Zhong Biao, em exibição a partir de hoje em sua primeira apresentação solo na Bienal de Arte de Veneza.
 
Ao criar um Caderno de Edição Especial Moleskine por si só, a obra de Biao é capturada na faixa de papel, que reproduz seu trabalho mais icônico Mirage 海市蜃楼 - uma pintura monumental de 400 x 1.800 cm. A capa é gravada com uma frase chinesa que expressa o conceito de "Universo da Irrealidade", além da assinatura do artista. O caderno funciona como uma tela portátil em branco, um universo de bolso para levar e registrar sua própria irrealidade.
Zhong Biao  Zhong Biao
"The Universe of Unreality: Zhong Biao's Visions" (O Universo da Irrealidade: Visões de Zhong Biao) questiona as realidades por meio de uma visão crítica das rápidas mudanças que acontecem na China contemporânea. Justaposições dissonantes e a manipulação espacial apresentam uma cosmologia interligada de possibilidades não realizadas, realidades vívidas e desenvolvimentos futuros. Com a igreja como o único local para a exibição, o trabalho de Biao recebe um significado ainda mais espiritual.
 
Visite a exposição em Veneza até 1° de novembro de 2013.

Print in MSK format